sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Central de Propaganda



A central de propaganda embandeirou em arco com o milagre económico anunciado há uns tempos pelo Ministro das cervejas e da economia e agora confirmado com a fantástica revelação de que deixámos a recessão para onde nos empurraram as políticas de coma induzido a que os seus patrões submeteram a Nação.

Não é que a notícia não nos agrade porque sempre é melhor estar um bocadinho vivo do que completamente morto, mas os valores dos sinais vitais continuam a ser reservados em comparação com os mínimos reveladores de saúde.

A central de propaganda compara com o miserável recente para poder dizer que está menos mal sem comparar com o péssimo do ano passado para fugir à evidência de que agora ainda está pior.

A central de propaganda ludibria sem se importar que a ilusão momentânea se desvaneça no saldo bancário a que todos temos acesso através de um dos muitos terminais multibanco espalhados por aí.
LNT

(In Blog A Barbearia do Senhor Luis )

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Presidente anuncia antecipação do Natal




«Na Venezuela estão a acontecer coisas maravilhosas. Em outubro, o Presidente Nicolás Maduro criou o vice-ministério para a Felicidade Suprema do Povo. No fim do mês, Maduro convocou os jornalistas para espalharem a boa-nova: uma imagem do seu antecessor, Hugo Chávez, falecido em março, apareceu nos subterrâneos do Metro de Caracas. E, na sexta-feira, no palácio presidencial de Miraflores acenderam-se e soaram luzes e hinos natalícios quando Maduro decretou: "Feliz Natal 2013, Natal mais cedo, vitórias mais cedo, felicidade mais cedo para toda a família!" Na Venezuela, Natal é quando o Presidente quiser. Como se passou nas Américas apetece recordar o ovo de Colombo: a ideia, deslumbrante, é simples mas era preciso que alguém se lembrasse dela. Viver o realismo mágico de Nicolás Maduro vale algumas páginas do colombiano Gabriel García Márquez. Em Cem Anos de Solidão, Maurício Babilónia anda sempre acompanhado por uma nuvem de borboletas amarelas e, nas eleições de abril passado, a Maduro apareceu-lhe um "pajarito chiquitico". Era Chávez, que nas palavras de Maduro lhe voou três vezes à volta, pousou num ramo e anunciou a vitória. É verdade que nas coisas práticas a coisa não vai lá, há crise na Venezuela. Mas crise também nós a temos, sem a doce ilusão do Natal antecipado. Nem mesmo, já estou por tudo, uma aparição de Cavaco na estação de Socorro. Um passarito sopra-me: "Já não há estação de Socorro." Eu não vos dizia?...» [DN]
   
Autor:

Diário de Noticias - Ferreira Fernandes. (Imagem Net)

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Um homem não é um rato


Gosto deste tipo de constatações.

Também um cão não é um peixe, um cavaco não é um presidente, um irrevogável não é uma flor que se cheire, um gato não é um porco-espinho, uma cáfila não é um governo, um cherne não é um homem fiável, um coelho não é um farol, um caracol não é uma lebre, e por aí fora até à máxima de que um trabalhador do privado não é um funcionário público.

O que é que isto interessa? Nada! Também um Blog não é um compêndio, pois não?
LNT
[0.398/2013]  in Barbearia do Senhor Luís

domingo, 13 de outubro de 2013

A TAL COISA



Vai acontecer a Passos o que aconteceu a Relvas. Assim que desaparecer de cena, ninguém mais gastará uma caloria a dar-lhe importância. Porque nunca a tiveram nem se acredita que venham a ter. Relvas e Passos foram os principais responsáveis pela existência de um Governo que conseguiu recuperar para a estima pátria o período de Santana Lopes como primeiro-ministro, um feito que para ser devidamente celebrado devia ser galardoado com o Nobel da Paz, o Nobel da Física, o Nobel da Química, o Nobel da Medicina, o Nobel da Literatura, o prémio Pritzker, o prémio Ostra e o prémio Sakharov, tudo ao mesmo tempo e entregue à molhada num saco de plástico. A memória deste casal servirá para nos espantarmos de quando em vez, em momentos de insana modorra, com a degradação a que chegou a direita portuguesa no século XXI. E para nada mais.
Pois é. Isto da importância é a tal coisa.

(In Blog Aspirina B ) _ Imagem: Net

Investigações do " SOL "



O filho de um desempregado da construção civil quis participar num big brother qualquer. Congeminou um embuste: o seu pai era o estripador de Lisboa, segredo que ele estaria disposto a desvendar no programa. O Sol do pequeno grande arquitecto viu o furo, tendo incumbido Felícia Cabrita, biógrafa de Passos Coelho, de anunciar que o caso de miséria humana que lhe bateu à porta era o resultado de um aturado trabalho de investigação. O que aconteceu depois é conhecido: o pobre desempregado esteve a ver o sol aos quadradinhos durante 13 meses antes de ser absolvido (com o tribunal a entender que o arguido “limitou-se a confirmar várias sugestões que a jornalista ia apontando”). Agora, terá sido descoberto o verdadeiro estripador. Sem um gesto de contrição, as grandes investigações do outrora luminoso Solcontinuam.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

As coisas que ele dizia !



    A única coisa que aproveito para enfatizar é que todos aqueles que produziram os seus descontos e que têm hoje direito às suas reformas e às suas pensões as deverão manter no futuro, sob pena de o Estado se apropriar daquilo que não é seu.

Nem a senhora de Fátima escapa !



Que diferença há entre isto e as madrassas do Paquistão? Notícia e imagem do jornal i.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

A NOVA RTP






Manuela Moura Guedes é uma figura tão relevante do passismo que lhe bastou enviar um simples SMS ao alegado primeiro-ministro para que Bernardo Bairrão fosse afastado do Governo (a história é contada num vídeo aqui).

Estando a Sr.ª Guedes desempregada, esperava-se a qualquer momento uma gentileza da parte de Passos Coelho. Como o Dr. Relvas não teve coragem para a retirar do sótão cheio de teias de aranha, coube ao diligente ministro Maduro despachar o dossiê: a caquéctica locutora vai ser a apresentadora do concurso "Quem Quer Ser Milionário" na RTP. O tandem Maduro/Lomba ainda é capaz de a pôr a apresentar o Telejornal.

PS — Um dos principais colaboradores da Sr.ª Guedes nos miseráveis e alucinados programas da TVI sustentava, há dias, que “os jornais, a comunicação social e os jornalistas (…) não estão a cumprir devidamente o seu papel de informar com qualidade”. Há gente sem um pingo de vergonha na cara.





terça-feira, 27 de agosto de 2013

O mesmo trampolineiro de sempre









por Sérgio Lavos
Pedro Passos Coelho sobre os incêndios num ano especialmente gravoso, sobretudo pelas quatro mortes, mas também pelo invulgar número de ocorrências:

"Não me parece que exista responsabilidade directa a imputar a alguém."

Pode até ter razão - apesar do persistente problema  das matas por limpar antes da época de incêndios e da sucessivas queixas dos bombeiros sobre o subfinanciamento das corporações e da protecção civil -, mas a verdade é que, quando o PSD e o CDS eram oposição, nunca se abstiveram de criticar o Governo de Sócrates. Se juntarmos a isto a ausência do primeiro-ministro do terreno - mas com certeza que ir a banhos na Manta Rota será uma prioridade maior do que visitar os quartéis dos bombeiros ou até fazer uma declaração sobre os mortos e os feridos - e vemos de que fibra este primeiro-ministro é feito. Ele e Cavaco Silva estão bem um para o outro.

Blog   Arrastão - Foto: Rene Marquerite -

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Mais um PONTAL






Já se prevê Passos Coelho de guedelha ao vento a anunciar sucessos, ainda que fingindo não os anunciar por prudência.

Já se prevê Passos Coelho com tez de bronze a esquecer de anunciar, sem fingir de que se esqueceu de ter prudência, de um milhão sem emprego, de mais uns milhares a caminho dele, de mais outros tantos abaixo da linha de água, de uma juventude sem esperança, de velhos sem assistência nem medicamentos.

Já se prevê que haverá cartas olvidadas, revogáveis ou não, sejam de mestres confessos de políticas falhadas, sejam de mestres confessos em jogos florais e de artimanhas do poder.

Já se prevê que a missa do Pontal terá um Coelho a fazer de galo, como o de Barcelos, com a diferença que este não se irá levantar da travessa quando lhe ordenarem que volte a cantar.
LNT
[0.259/2013]

- In Barbearia do Senhor Lu
is Blog - 

sábado, 10 de agosto de 2013

Para a História da Pulhice em Portugal








Cândida Almeida garante que a investigação não detectou qualquer benefício do ex-primeiro-ministro José Sócrates no caso Freeport. E, a quem duvida, desafia que leia o processo.
“Não há nada no Freeport, pedi para investigarem tudo”

In Aspirina B -Blog

Pivete a fénico






O País enlouqueceu (leia-se: os políticos em funções no País, enlouqueceram) e nós andamos para aqui a ver se a porta do Júlio de Matos se fecha sem que eles entrem lá para dentro.

O arrastar dos punhos de renda (que fazem adiar congressos de uns e comissões políticas, nacionais, ou lá o que é, de outros) já mete nojo, como diria há uns tempos o homem do Gil Vicente.

O pivete a fénico é nauseabundo. Nem enterram o cadáver, nem o embalsamam.
LNT
(In "A barbearia do Senhor Luís )
 

quarta-feira, 31 de julho de 2013

CAVACO

É a primeira vez na história das democracias que o estratega político de um governo, o responsável pela ideia de apresentar uma moção de censura e o primeiro a propô-la e a apresentá-la aos portugueses não deu a cara, não esteve presente nos debates, não deu a cara para a defender. - In Blog O Jumento - Imagem Publico PT.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

GERAÇÃO GRISALHA








A Geração Grisalha, para sua informação, Senhor Dr. Silva Lopes, ex-Ministro das Finanças, começou a trabalhar aos 10, aos 12, aos 16 anos para que a Geração Nova pudesse estudar e tornar-se na tão propalada "geração mais qualificada de sempre".
A Geração Grisalha promoveu e PAGOU a escolaridade obrigatória e gratuita para toda a gente! Pagou cada tostão! Até os que não tiveram filhos pagaram o ensino dos filhos dos outros.
A Geração Grisalha proporcionou à Geração Nova aquela educação que ela própria nunca teve. Pagou com suor e medo a liberdade, a democracia, a segurança e a educação com que eu cresci de tal forma acomodada que nem sei o que é viver sem isso. Pagou com mãos calejadas, com peles tisnadas, com "houverãos" e "entreteus" porque não tiveram tempo para ler, nem para estudar, nem para procurar um emprego melhor enquanto perdiam o sono e os sonhos - que também tiveram um dia, pasme-se! - no barco e na camioneta da carreira.
Claro que o senhor pertence ao grupo privilegiado dos que puderam estudar, dos que fizeram o exame da 4ª classe e seguiram direitinhos para o Liceu, esse lugar aonde, no seu tempo, só alguns podiam ambicionar chegar. E isso não tem mal nenhum. O que tem mal é vir agora acusar de parasitas a maioria das pessoas da sua geração, essa maioria à qual o senhor não pertence.
Vivem hoje à custa dos jovens? Até não vivem mas... e se vivessem?!? Qual era o problema?!? Já fizeram a parte deles e merecem isso e muito mais. E se o senhor não se sente merecedor dessa dívida de gratidão lá terá as suas razões. Eu tenho uma dívida imensa de gratidão para essa geração, uma dívida que nunca lhes poderei pagar: não lhes devo a minha vida, devo-lhes a DELES! Essa nunca poderei pagar. Mas posso tentar!






A Nação não carece de salvação






A ver se nos entendemos.

A Nação está bem e recomenda-se e, como tal, não carece de salvação. Quem quer ser salvo e carece de salvamento é quem tem sido incapaz de cumprir as suas promessas perante a Nação e só está preocupado com o disfarce do seu insucesso para se conseguir manter à tona da água.

Entendo que a Nação precisa de consenso nacional (e não de salvação) em relação a determinadas matérias e entendo que esse consenso só se poderá conseguir após os cidadãos, que são a razão de ser da Nação, se pronunciarem sobre as matérias e as formas de se obterem esses consensos.
LNT

In Blog A Barbearia do Senhor Luís

quinta-feira, 4 de julho de 2013

P O R T A S

Esta crise artificial que há muito veio sendo lançada cuidadosamente por Paulo Portas visava aquilo que há muito é óbvio, ficar com todo o poder na economia. Essa ambição é evidente em Paulo Portas desde o primeiro dia e agora que se aproxima o momento de prestar contas aos eleitores só resta a Paulo portas jogar todas as cartas na mesa a tempo de salvar o CDS da extinção.

Há muito que Portas cercava Passos Coelho e a escolha de Maria Luís Albuquerque não passou do argumento para Portas dar o golpe. O país ficou a saber do baixo nível do líder do CDS, alguém com ambições sem limite e sem quaisquer escrúpulos.

||||||||||| In Blog O Jumento - Imagem :Net -

sábado, 8 de junho de 2013

O PREC DA DIREITA




«A humilhação que se acumula já fez desaparecer a mais leve ideia de responsabilidade pela catástrofe em que nos metemos (ou em que nos meteram). Ficou só o ódio. [...] E nem sequer um ódio cerimonioso e disfarçado. A vida pública começa a tomar um “tom” muito semelhante às piores fases do PREC. [...] Os jornais não hesitam em distorcer ou inventar os factos e acabaram num coro de queixas quase completamente inútil. As sessões da Assembleia da República parecem as sessões da última câmara monárquica na sua agonia. Não se sabe quem manda no governo ou se o governo realmente manda. E o dr. Cavaco arranjou para si um “exílio interior”, que o protege das baixas realidades do mundo. O ministro das Finanças altera impostos, taxas, contribuições (parece que até hoje 65 vezes), para se conformar aos “conselhos” da troika, que são os da Alemanha. [...] E, como sempre, o desespero inspira e multiplica a mentira: a mentira sistemática ou a mentira ocasional. Toda a gente mente, com raiva e com maldade ou pura e simplesmente por inconsciência. Portugal entrou numa nova era de pobreza, de conflito e de isolamento: e essa era promete durar.»
Vasco Pulido Valente no Público

In Blog " Mala Aviada" 

terça-feira, 28 de maio de 2013

Em defesa da honra









A única excepção à paranoia nacional da defesa da honra foi José Sócrates, em relação a esse o senhor Palma, o Mário Nogueira, a Felícia Cabrito e a Manuela Moura Guedes parece terem feito um acordo secreto para decretar que no caso do ex-primeiro-ministro os bons princípios da honradez não se aplicavam. Contra ele valiam todos os processos e o recurso pelo próprio aos tribunais era algo de ofensivo para os jornalistas, os tribunais estavam demasiado coupados com os Freeport, os canudos e as Faces Ocultas para tratar da honra que a direita entendia não merecer qualquer defesa.

Felizmente o país voltou a defender a honra a qualquer preço e ainda bem que o Código Penal a defende, é para isso que a lei penal serve, para defender os nossos bons valores. O Código Penal é o sabão Clarim da nossa honra, uma esfregadela de Código Penal e a nossa honra cheira logo como novinha em folha.
 
(In Blog O Jumento - foto: Net )

sábado, 25 de maio de 2013

Era uma vez um Presidente da República.






Ferreira Fernandes, Cavaco Silva e o insulto do cronista:

    ‘(…) Uma coisa é chamar-lhe "burlesco" ou "cómico" ou qualquer outra palavra similar, tanto essas palavras estão - infelizmente, mas é assim - conotadas com os políticos. Mas o que o cronista disse ontem fere o homem público no âmago do que ele faz, desqualifica-o na sua função: "Sozinho, completamente sozinho, o dr. Cavaco Silva conseguiu arruinar a Presidência da República. A Presidência da República não tem hoje autoridade, influência ou prestígio", foi dito por Vasco Pulido Valente, ontem, e publicado no Público. É opinião e eu já disse aqui várias vezes que processar uma opinião é como tentar caçar o vento. Só enobrece Cavaco não ter perguntado ao Ministério Público se há ou não matéria para processo no maior insulto que lhe fizeram esta semana.’
    Cronica de Ferreira Fernandes no D.N.

domingo, 19 de maio de 2013

Fracas cabecinhas






COMO ELES SE ESQUECERAM DEPRESSA DO QUE DISSERAM. CAVACO INAUGURA IVESTIMENTOS DO GOVERNO ANTERIOR E O PORTAS ESGRAVATA NA HORTA CULTIVADA PELO MEMO GOVERNO.

(In Blog O Jumento )
.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Até a Snrª de Fátima entra na Troika ?






Cavaco Silva destacou esta terça-feira os efeitos positivos da aprovação da sétima avaliação da troika para Portugal para declarar que se tratou de uma “inspiração de Nossa Senhora de Fátima”. A fazer fé no que diz o senhor Presidente, o aumento da idade da reforma para os 66 anos, a TSU sobre as pensões de reforma, o aumento do horário semanal de trabalho para as 40 horas e a redução do número de dias de férias aos trabalhadores em funções públicas, todos eles contrapartidas da tranche que o Estado português receberá em resultado da conclusão desta sétima avaliação, bem como os efeitos devastadores desta e de todas as anteriores avaliações sobre a economia portuguesa, que vai implodindo a uma velocidade cada vez maior,  e sobre a destruição de emprego, que cresce na mesma proporção, têm, todos eles, o dedinho da Nossa Senhora de Fátima. Por alguma razão há tanto tempo se falava numa tal santa austeridade. É ela. Já anda a fazer das suas até em França e na Alemanha: a primeira também já entrou em recessão, a segunda para lá caminha. A Holanda está ainda pior e pode provocar o colapso do euro. Esta santa inspira terror, semeia miséria e destruição. O diabo anda à solta e Cavaco ainda agradece. O Palácio de Belém transformou-se num templo satânico. Ainda bem que não acredito em nada de sobrenatural. Não vou ficar à espera que Cavaco se anuncie como porta-voz do divino: o Presidente enlouqueceu de vez.


(In Blog O país do burro ) Imagem: Net -

sábado, 11 de maio de 2013

Um dia triste para os ranhosos e imbecis










Não será melhor entregar a administração da Justiça ao “Correio da Manhã”, ou à JSD, de modo a evitar que mais um xuxa consiga escapar ao merecido castigo?
Ministério Público pede absolvição dos arguidos do processo Taguspark


In Blog Aspirina B  - Foto: Paulo Blog

Cai o Governo ou a máscara ?







Paulo Portas sobre a Taxa sobre as Pensões: “Num país em que grande parte da pobreza está nos mais velhos e em que há avós a ajudar os filhos e a cuidar dos netos, o primeiro-ministro sabe e creio que é a fronteira que não posso deixar passar”.

Na realidade, já deixou passar no passado. Mas hoje, Passos Coelho confirmou que vai ser imposto ainda mais um corte às pensões e ainda acrescentou que será retroactivo, o que além de escandaloso, é inconstitucional. Vai uma apostinha sobre o que vai fazer o CDS-PP? Dentro de poucos dias, vai cair a máscara de um dos maiores mentirosos da política portuguesa...

in Ladroes de Bicicletas

domingo, 28 de abril de 2013

Frases que impôem respeito








Não vi, nem ninguém viu, esforço de aproximação entre os partidos [por parte de Cavaco a seguir à eleições de 2009].
Custa-me dizer isto, mas o Presidente da República é largamente responsável por não haver consenso.

        Jorge Miranda, que ainda põe em relevo que o discurso de Cavaco na sessão solene do 25 de Abril foi “negativo, sem nenhuma réstia de esperança” (entrevista à Antena 1)

quinta-feira, 25 de abril de 2013

25 de ABRIL ameaçado !









Trinta e nove anos. Trinta e nove anos desde a revolução que derrubou o poder fascista que dominou o país durante demasiado tempo. Trinta e nove anos de democracia, de eleições, de liberdade, de progresso social, de maior igualdade, de justiça. Trinta e nove de valores de Abril, ou pelo menos a vontade de aplicar esses valores de Abril da melhor maneira possível.

E durante trinta e nove anos, a direita que derrubámos foi aceite no seio do regime. A direita que promove a desigualdade, o darwinismo social e que existe para manter e proteger os interesses instalados. A direita que luta contra o progresso, a justiça e a possibilidade de quem nasce pobre chegar a ter algum conforto material e felicidade. A direita que prefere ver serviços que devem ser públicos - a saúde, a educação - nas mãos do lucro privado. A direita das corporações, herdeira da direita salazarista que durante cinquenta anos protegeu um reduzido número de grandes empresas que viviam à sombra do Estado. A direita que prefere o respeito pelas instituições ao direito ao protesto, o consenso às eleições, a manutenção de uma paz podre a dar voz ao povo que não ser revê em quem nos governa. A direita que, pela voz de Cavaco Silva - o antigo colaboracionista do Estado Novo que sempre se regeu pelo rancor, pela mesquinhez e pelo ódio à democracia - acaba de proferir na Assembleia da República o mais despudorado discurso anti-democrático que alguma vez se ouviu em democracia.

Sejamos claros: esta direita não é a direita social-democrata, a direita do PSD de Francisco Sá-Carneiro. Mesmo os adversários políticos deste lhe reconheciam sólidos fundamentos democráticos. Esta direita já nada tem a ver com Sá-Carneiro. Esta direita é a direita revanchista, a direita que escarnece e desdenha o 25 de Abril em favor do 25 de Novembro - porque este significou uma oportunidade de regresso ao 24 de Abril. É a direita que reconhece implicitamente nos valores de Abril uma ameaça para o poder a que aspira. É uma direita que não merece usar os cravos na lapela que hipocritamente ostenta nesta data. É a direita que fecha as galerias da casa da democracia ao povo, porque tem medo dele. É uma direita que trai, a cada segundo de permanência no poder, os valores de Abril.

In Blog " ARRASTÃO"

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Descubra as diferenças !









Muitos dos desempregados não querem trabalhar ou são maus a fazê-lo
*
Há oportunidades raras e demasiados instalados a travar todas as ambições


In Blog  Aspirina B    \\Imagem PSHoudini





sexta-feira, 19 de abril de 2013

Foramao Pingo Doce a Bogotá ou a Medellin ?







Álvaro tem dois dias na Colômbia para mostrar o que vale. Depois disso consta que o outro Ministro da Economia Estrangeira se irá juntar à comitiva. Já que Portas não o consegue demitir, há-de conseguir calá-lo nem que seja fazendo-o beber um chazinho tradicional.

Já o nosso Presidente anda numa roda-viva nas Américas latinas. Depois da Colômbia, que ontem um jornalista dizia ser o novo el-dourado (aquilo tem por lá uns chás que fazem os jornalistas dizerem destas coisas), virá o Peru onde terá certamente a oportunidade de observar o sorriso das Lamas.

A equipa Benetton da Troica, que está a passar férias em Lisboa, agradece. Cavaco fora, dia santo na loja e dois dos três ministros da economia ausentes do País e o outro a amadurecer, dão-lhes folga bastante para apanharem um solzinho luso e para se aconselharem, sem entraves, com o seu ministro das finanças.

Quando o Presidente voltar já deverá estar traçado o destino da sua parca reforma.
LNT
[0.056/2013]

(In Blog  A barbearia do Snr. Luis)

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Boston, Bagdad







por Bruno Sena Martins
Por um mínimo de proporcionalidade no devido lamento das vítimas, lembro que hoje morreram mais de 30 pessoas no Iraque após um surto de ataques bombistas. Repito, hoje. Repito, pessoas ("apesar" de não serem americanos ou "ocidentais").  Ondas de choque? Nenhumas. São as vidas dos "outros".

In Blog ARRASTÃO

domingo, 14 de abril de 2013








Numa mesma página digital vejo links para variadíssimas notícias, cobrindo os mais diversos assuntos. Destaco duas:
Convém esclarecer que os subsídios a “redesenhar”, o que no idioma deste governo (internacionalmente conhecido por “canalhês”) quer dizer cortar... são os subsídios de doença e de desemprego. Convém lembrar que, reunidas as devidas condições, esta intenção de “redesenhar” para pior a já tão difícil situação de desempregados e doentes, justificaria o “redesenho” das caras de Vítor Gaspar e demais ministros responsáveis pela ideia.
Este caso é ainda mais caricato. Com o desemprego nos níveis que se conhecem, com os cortes generalizados nos deveres sociais do Estado, com as falências a ultrapassarem, largamente, o número de criação de novas empresas... o inexplicável ministro da Economia aproveita o acto de inauguração de um empreendimento multimilionário, destinado exclusivamente a multimilionários, para fazer esta insólita e demente declaração.
Deve ser, de facto, uma questão de “pós”, mas não de “pós-crise”. A questão é: que dianho de “pós” é que o ministro snifa antes de dizer estas baboseiras?!
 
(In Blog " CANTIGUEIRO " )

terça-feira, 9 de abril de 2013

A Dama Tatcher








Vítima de acidente vascular cerebral, Margaret Thatcher morreu hoje. Tinha 87 anos. Foi a única mulher a chefiar um governo no Reino Unido, o que fez entre 4 de Maio de 1979 e 28 de Novembro de 1990. A working class, e mesmo a classe média-baixa de que era oriunda (o pai era merceeiro), nunca esqueceram os níveis alarmantes de desemprego e a descaracterização do serviço nacional de saúde. Os argentinos também não esquecem a guerra das Malvinas. A mulher que deixou morrer Bobby Sands à fome era considerada por Ronald Reagan como «o melhor homem de Inglaterra». A rainha fez dela baronesa.
Etiquetas:

Presidente de salvação nacional precisa-se !


Cavaco Silva não fez nada de mal hoje e o problema de Cavaco é precisamente esse, tolhido pelo medo Cavaco Silva já não sabe o que fazer. Só alguém que não está na posse de todas as suas capacidades intelectuais escreve prefácios atacando o e-líder do principal partido da oposição.

Depois da forma como mandou o OE para o Tribunal Constitucional Cavaco ficou com pouca manobra, com a forma como recebeu Passos no seu regaço em vez de chamar Seguro a Belém Cavaco passou a ser um dos problemas da equação. A verdade é que a crise política grave em que o país está entrando tem três causadores, Passos Coelho que se porta como um banana, Vítor Gaspar que é o verdeiro primeiro-ministro e ideólogo do governo e Cavaco Silva que é o pai deste governo.  

Durante mais de um ano Cavaco deve ter-se divertido com o seu partido a gozar com o PS. Durante mais de um ano Cavaco nada fez para controlar os excessos de Passos Coelho e o extremismo de Gaspar. Durante mais de um ano Cavaco deu cobertura às mentiras económicas do governo. Agora tem um governo de iniciativa presidencial a desfazer-se e incapaz de enfrentar a crise. A direita queria uma maioria e um presidente e conseguiu-o, tem um governo incompetente e um presidente incapaz, é a crise perfeita.

Ao país já não basta um governo de salvação nacional, precisa também de um presidente de salvação nacional pois com este não vai lá.

In Blog O Jumento - Imagem :Net

quarta-feira, 3 de abril de 2013

A filhota do Relvas deve estar tão orgulhosa do papá.......







Eu quero chegar a casa, depois de ganhar as eleições, todos os dias e quero que a minha filha tenha orgulho daquilo que está a ser feito”, disse o porta-voz do PSD, acrescentando: “Eu no lugar do engenheiro Sócrates tinha vergonha, eu se fosse parente do engenheiro Sócrates escondia que era parente dele”.


Miguel Relvas, aqui há tempos, num exercício de asco político em que é perito...

(In Blo Câmara de Comuns  - Foto : Net )

domingo, 31 de março de 2013

DILEMAS






CAVACO ESTÁ AGORA PERANTE UM DILEMA: OU PROCESSA SÓCRATES POR CALÚNIA OU RESIGNA.

É tão simples como isto, senhores ouvintes.

In Blog Aspirina B  -  Foto: Net

Pecados à portuguesa







Enquanto os bons cristãos se recolhiam em penitência, principalmente os banqueiros que têm uma leve ideia do que são os bons valores e o sofrimento humano graças ao que aprenderam na Igreja, a vida política nacional foi abalada nesta Semana Santa pelo anúncio da ressurreição de Sócrates. Heresia gritou a direita temente a Deus, os acólitos da seita que em tempos tinha adorado um alma penada do menino que tentaram matar ainda no berço e que mais tarde deixaram cheio de chagas por causa das facadas que sofreu, reuniram-se em procissão peticional aos berros de vade retro Sócrates Santanas!
   
Cavaco, que há poucos dias tinha ido a Fátima lembrar o papa Francisco que iam passar 100 anos desde o aparecimento dos pastorinhos e só não regressou com uma resposta porque o papa se distraiu com as caretas e trejeitos da Dona Maria e do moçito que vinha mais atrás que até aprecia o Paulo Portas, veio logo avisar o povo de crentes que as promessas dos falsos profetas eram blasfémias que não faziam milagres, sendo sabido que em Portugal um milagre começa a ser a criação de emprego e quem empregar uma empregada doméstica arrisca-se a ter missa em sua honra na igreja de Boliqueime, isso se o Catroga não tiver usado os seus primeiros ordenados no Partido Comunista da China para construir uma capela na Quinta da Coelha.
   
Foi uma semana de fundamentalismo religioso com os crentes mais fundamentalistas a rumar em procissão ao Palácio Raton jurando aos infiéis ali reunidos que se não ouvissem a palavra de Deus seriam logo ali crucificados. Porque nos tempos que correm ou se obedece à palavra do Gaspar ou vai-se para o Inferno, é esse menino que dá explicações nos tempos do capital, seja no think thank de Washington ou dirigindo a palavra ao seu mestre em Bona, Nos tempos que correm ou se ouve a palavra do profeta neo da avó Elisa de Manteigas, ou corre-se um sério risco de se encontrar uma excelente oportunidade de purificação da alma no purgatório da emigração, já que ficar neste país é estar no Inferno, um Inferno onde estão os pecadores que abusaram do consumo, cabendo-Lhe assegurar que esta gente da Gomorra ibérica se penitencia dos seus pecados para entrar num Céu de humildade, pobreza mas felicidade.
 
(In Blog O Jumento - Foto : Net )

Convém avivar a memória....






Os erros de Sócrates

Já algum ex-primeiro-ministro teve de ser julgado na praça público, sendo-lhe exigidpo que reconheça os erros que cometeu mais os que os outros acham que cometeu? Por exemplo, já alguém exigiu ao ex-accionista da SLN Cavaco Silva que reconheça que devido a uma revalorização do escudo com objectivos meramente eleitoralistas destruiu a competitividade da economia portuguesa levando o país a um pedido de ajuda ao FMI?

Esta direita é muito esquecida.

(In Blog Jumento - Fotografia: Sciflo Brasil)

sábado, 23 de março de 2013

ÓSCAR LOPES 1917 - 2013







Morreu Óscar Lopes, professor e historiador da Literatura. A sua obra mais conhecida, a História da Literatura Portuguesa (1953), escrita em co-autoria com António José Saraiva, foi sendo sucessivamente actualizada até 1996, ano da 20.ª edição. Da sua vasta bibliografia consta uma Gramática Simbólica do Português (1971), editada pela Gulbenkian. Em 2002 passou a dirigir, com Maria de Fátima Marinho, uma nova História da Literatura, com inúmeros colaboradores. Depois do 25 de Abril tornou-se professor da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Foi membro do Comité Central do PCP e era irmão de Mécia de Sena. Tinha 95 anos.

[Imagem: foto do Público. Clique.]

Etiquetas:

O FALA - SÓ







Depois de Marcelo ter defendido que Passos deve ir às escolas e que a JSD deve encher as cadeiras dos anfiteatros que se abrem para receberem Passos Coelho, hoje o Primeiro-Ministro conseguiu ir a uma escola falar para as paredes e para as televisões que mostravam o anfiteatro tão vazio como o discurso do chefe do governo.

Fora do anfiteatro todos, incluindo a JSD, não quiseram dar a mão a quem lhes rouba os anéis e os dedos.

Marcelo, tal como Gaspar, não acerta uma. Passos também não, mas isso já todos sabíamos.
LNT

(In Blog A Barbearia do Snr Luis )

domingo, 17 de março de 2013

Lojas a fechar em catadupa !







Mais de 16 lojas a fechar por dia no distrito de Lisboa.

É um ritmo arrasador o que se prevê para este ano de lojas a fecharem portas no distrito de Lisboa: uma média de 16 por dia, ultrapassando a já verificada em 2012. No ano passado, informa a União das Associações de Comércio e Serviços (UACS), a média foi de 13 estabelecimentos a encerrarem, todos os dias, no distrito de Lisboa. “Ainda não dispomos de dados oficiais relativamente aos meses de Janeiro e Fevereiro deste ano e estamos a fazer um levantamento, mas, no ano passado, a média foi de 13 por dia. Em 2013, estimamos que ela aumente para 16 por dia”, diz Carla Salsinha, presidente da UACS, ao Corvo.

Lojas de vestuário, de calçado, de acessórios e, em geral, de bens que não são de primeira necessidade são as mais afectadas, mas o fenómeno “é transversal” no comércio e serviços, considera Carla Salsinha. O aumento do número de estabelecimentos a fechar tem a ver com “a fortíssima quebra de consumo e com duas situações que este ano provocaram uma aceleração: a nova Lei do Arrendamento e o novo regime de facturação.
A primeira fez disparar o valor de muitas rendas e não apenas as mais baixas. Lojas que pagavam 1500 a 2000 euros mensalmente viram os senhorios pedir-lhes o dobro e até o triplo. Apesar de haver um processo de negociação, “os lojistas que já estavam na perspectiva de encerrar os seus estabelecimentos dentro de um ou dois anos, acabaram por fechá-los já no início de Janeiro”, afirma Salsinha.
Outro factor que está a acelerar o ritmo de encerramento dos estabelecimentos frelaciona-se com “o novo regime de facturação, cuja lei está constantemente a ser reformulada, o que está a dar grande confusão”, de acordo com a dirigente associativa.

Texto : Fernanda Ribeiro

(In Blog A DEFESA DE FARO )

A melhor homenagem da DIREITA ao SÓCRATES







No governo de Sócrates o primeiro-ministro deu sempre a cara, pelo bom e pelo mau, pelas medidas fáceis e pelas medidas difíceis. A melhor homenagem que a direita poderia ter prestado a Sócrates foi o desaparecimento por quase dois meses de Cavaco Silva e o abandono a que Passos Coelho e Paulo Portas votaram um desgraçado Vítor Gaspar, condenado à solidão e a enfrentar sozinho as fera. Estes canalhas que rejeitaram o PEC IV ainda vão descobrir que o mais troikismo foi uma ideia do Gaspar e que o Passos Coelho sempre foi contra o memorando. A melhor homenagem à coragem de José Sócrates é a cobardia da direita, para não referir o martírio a que estão sendo sujeitas personagens menores como um tal Vítor Nogueira, de quem se dizia ir ter um grandioso futuro na liderança do partido.
 

(In BLOG " O JUMENTO "  )

quarta-feira, 13 de março de 2013

Da inutilidade









Baptista-Bastos, a propósito do Roteiro de Cavaco Silva. Hoje, no DN.
«Estranha conclusão. O homem é o que é: um medíocre brunido, formal e liso. Com penosa disposição li o texto, porque o alarido a tal me impelia. Os habituais tropeços nas preposições, o confuso desalinho com as adversativas, e a ausência total de qualquer ideia. O costume da banalidade, elevado à nobre condição de "tema." (...) As vinte páginas do extraordinário texto são o retrato (haja Freud e a nossa paciência!) da insólita personagem que nos coube na vida. Custa-me dizer isto: mas o dr. Cavaco, o que diz e o que não diz, e não faz, estão longe de poder ser levados a sério. (...)
A pátria está de pantanas, os jovens abandonam o país onde nasceram; os desempregados fazem multidão; os velhos morrem sós, de fome e de miséria; os suicídios aumentam; todos os ofícios e corporações são atravessados pelo despautério de uma política assassina; e a figura que está em Belém demonstra-se incapaz de admitir qualquer conteúdo dos assuntos correntes.
Disse, após mais de um mês de reclusão, que vai ensinar os portugueses a conviver com a crise, e que tem mais experiência política do que a maioria dos seus antecedentes. Perante isto, creio que temos de redefinir a natureza das nossas decepções e os modos de tornar eficazes o que nos indigna
(O realce é meu.)

Só contaram pra você








«A suposta "crise terrível" nunca passou de uma invenção de comentadores exaltados. Por acaso a Igreja passa por uma fase particularmente feliz da sua longa história.»

João César das Neves


(In Blog Entre as brumas da memória)

terça-feira, 5 de março de 2013

domingo, 3 de março de 2013

Do Terreiro do Paço à apanha da azeitona

"O Terreiro do Paço, onde não cabem 180 mil pessoas, não chegou a encher". Esta notícia do Público de hoje procura assim deitar por terra alguns números avançados pela organização das manifestações de ontem. E o mesmo raciocínio foi ontem seguido pelas televisões ao longo do dia. Só é pena que quem assuma este raciocínio perceba tanto de manifestações como eu percebo da cultura da azeitona.
Como é evidente, não me compete aqui defender os 700 ou 800 mil ontem anunciados pela organização só em Lisboa. Mas qualquer pessoa que tenha estado na manifestação em Lisboa sabe que o Terreiro do Paço não encheu porque a vasta maioria das pessoas não permaneceu ali quando o percurso terminou. E é bastante típico que assim aconteça neste tipo de manifestações.
Ou seja, ao mesmo tempo que desaguavam milhares de pessoas no Terreiro do Paço, outras tantas dispersavam. Relembro que quando a cabeça da manifestação chegou ao Terreiro do Paço, a sua cauda ainda se encontrava no cimo da Avenida da Liberdade. Só jornalistas da cultura da azeitona podem achar que as pessoas lá ficariam à espera até que a praça estivesse completa.














sábado, 16 de fevereiro de 2013

Dona Assunção, como é ?









A excelentíssima reformada aos 42 anos (com uma reforma de 10 000 euros) que tem vindo neste último ano e meio a fazer um part-time como Presidente da Assembleia da República para compôr o seu parco rendimento mensal sentiu-se incomodada com o "Grândola Vila Morena" entoado em plena casa da democracia. Diz ela que "as pessoas não se podem manifestar, especialmente nestas condições". Eu digo, que, "especialmente nestas condições" - a miséria e a destruição no país provocadas pelo partido que a escolheu para o cargo que ocupa - é que os cidadãos podem e devem manifestar-se. E manifestar-se-ão até que a senhora e os representantes dos partidos que a nomearam caiam da cadeira, como aconteceu com um saudoso antepassado que eles devem admirar. Custe o que custar. Temos pena.

(In Blog ARRASTÃO )



quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Francisco José Viegas parte a loiça








Francisco José Viegas manda Fisco “tomar no cu”

Ex-secretário de Estado da Cultura escreveu esta quinta-feira no seu blogue “A origem das espécies” que se algum fiscal das finanças lhe exigir fatura terá “de lhe pedir para ir tomar no cu”
Por:P.P.M.


Leia na íntegra o texto de Francisco José Viegas, dirigido ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio (http://origemdasespecies.blogs.sapo.pt/1368262.html):
"Caro Paulo Núncio: queria apenas avisar que, se por acaso, algum senhor da Autoridade Tributária e Aduaneira tentar «fiscalizar-me» à saída de uma loja, um café, um restaurante ou um bordel (quando forem legalizados) com o simpático objectivo de ver se eu pedi factura das despesas realizadas, lhe responderei que, com pena minha pela evidente má criação, terei de lhe pedir para ir tomar no cu, ou, em alternativa, que peça a minha detenção por desobediência. Ele, pobre funcionário, não tem culpa nenhuma; mas se a Autoridade Tributária e Aduaneira quiser cruzar informações sobre a vida dos cidadãos, primeiro que verifique se a C. N. de Proteção de Dados já deu o aval, depois que pague pela informação a quem quiser dá-la."

(In Jornal Correio da Manhã)

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

História DIplomática









Indispensável para perceber a massa de que era feito o salazarismo. Bernardo Futscher Pereira demonstra como o ditador manobrou durante a Segunda Guerra Mundial, sem por um momento acreditar na vitória dos Aliados, desconfiado de Churchill (e, de certo modo, de Franco), execrando os americanos, usando todos os pretextos para agitar o papão comunista. Que Portugal tenha sido membro fundador da NATO não deixa de ser uma curiosa ironia. Além de portfolio fotográfico, o volume insere trechos de correspondência diplomática. Leitura imprescindível.

 Blog Da Literatura Etiquetas: ,

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

A VOZ DA RÁDIO






No velho Programa 1 da Emissora Nacional, do tempo pré-Abril, existia uma rubrica, típica da Guerra Fria, que continha essencialmente propaganda anticomunista e se destinava a reforçar o semblante psicologicamente atemorizador da «Cortina de Ferro». Encerrava sempre o arrazoado em tom autoritário com a mesma frase, bradada por voz masculina, que dava até o título ao programa: «A verdade é só uma, Rádio Moscovo não fala verdade.» A verdade a que os portugueses tinham direito era então determinada pelo controlo ou pela vigilância das quatro estações de rádio em onda média, curta ou FM permitidas pelo regime. Do outro lado do continente, pela mesma época, para a imensa maioria dos cidadãos a questão punha-se de uma forma muito idêntica: apenas podiam ouvir rádio, em casa, nas lojas, nas cantinas ou nos locais de trabalho, através de aparelhos como este, construídos sem sintonizador, com um só botão para ligar/desligar e para aumentar ou diminuir o volume. Desta forma forçados a ouvir sempre a mesma voz. Como aquela que se podia ouvir deste lado, apresentada como certa, segura e rigorosamente indiscutível. A pesada Voz da Verdade.


(In Blog  A Terceira Noite )

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Ironia do d e s t i n o

A ministra que iniciou o exercício do cargo escolhendo a roupa dos seus funcionários vai ter de abandonar o mesmo cargo para escolher a roupa do bebé.

Há quem defenda que não era necessário abandonar o cargo, mas alguém avisou a ministra para o trauma que seria o susto que o bebé apanharia quando visse o tio Gaspar. Já basta a geração pertencer à geração Gaspar, uma geração que está aprendendo a comer a sopa sob a chantagem de aparecer o Gaspar.

(In Blog " O JUmento " - Fotografia: Net )


  

É só mais uma, né ?








Como se costuma dizer "mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo". Neste caso, não é apenas um, pois, na verdade, são dois os mentirosos apanhados e duma só vez: Passos Coelho e Paulo Portas. Um e outro quiseram fazer-nos crer que a sobretaxa que levou metade do subsídio de Natal aos portugueses foi uma condição para a ‘troika' aceitar a receita extraordinária da transferência dos fundos de pensões da banca.
A "troika" já tinha desmentido a versão, mas agora é o próprio ministro das Finanças* quem afiança que o corte no subsídio de Natal deste ano "foi uma opção do Governo".
Que o primeiro-ministro e o vice-primeiro-ministro Portas nos tenham pregado uma tal peta, já não incomoda ninguém, tantas elas são. Pelos vistos. É só mais uma. Né ?
As "ovelhinas" continuam a "comer e calar". Mé!
(*Que, já se sabia, é quem manda)
 
In Blog  :  Terrra dos  Espantos - Imagem : Net